terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Estímulos na infância levam jovem com síndrome de down a fazer pós

Pais apostaram em exercícios e na inclusão em escolas comuns.
Hoje, aos 29 anos, Ana Carolina Fruit conquistou independência financeira.

Estímulos físicos, motores e neurológicos feitos pelos pais durante a infância da portadora de síndrome de down Ana Carolina Fruit, de Joinville, em Santa Catarina, foram decisivos para determinar o futuro da garota. Hoje, aos 29 anos, a jovem tem pós-graduação, que completou no ano passado, trabalha em uma multinacional e conquistou a independência financeira.

Com síndrome de down, Ana Carolina Fruit chegou à pós-graduaçãoAna Carolina Fruit, de 29 anos, ao lado da mãe, Gina Fruit (Foto: Jessé Giotti/A Notícia/Agência RBS)

Apaixonada por crianças, a jovem se formou em pedagogia e depois se especializou em educação infantil. Desinteressou-se pelo trabalho na área após alguns estágios. “Tem que ter paciência, lidar com os pais, que parece o mais difícil”, afirmou Ana Carolina ao G1. Na empresa em que trabalha, Ana Carolina já passou por várias áreas e agora está no setor comercial.

Quem conversa com ela por telefone percebe uma ótima dicção e articulação perfeita entre palavras e ideias. A evolução intelectual foi fruto de intensos exercícios feitos pelos pais com a garota dos 6 aos 9 anos sob orientação médica.

“Era uma programação bem intensa. Rastejava, engatinhava, corria. Tinha estímulo dos cinco sentidos. Dou graças a Deus”, afirmou Ana Carolina, que fazia ainda jazz e natação como atividades extracurriculares.

A rotina, que incluía exercícios motores e lúdicos, era toda voltada ao desenvolvimento da filha, segundo a mãe da jovem, Gina Fruit, de 52 anos, que abandonou o trabalho como professora de educação física para cuidar da filha. “Era cansativo e desgastante. Às vezes, ela sofria, chorava, mas depois vimos o resultado”, disse Gina ao G1.

O programa seguido por Ana Carolina foi criado nos Estados Unidos na década de 1950 pelo fisioterapeuta Glenn Doman e é desenvolvido no Brasil pelo Instituto Véras, no Rio de Janeiro. De acordo com a diretora do instituto, Conceição Véras, que é professora especializada em reabilitação, os estímulos motores e sensoriais, como contrastes luminosos, sons, contraste entre calor e frio, buscam a organização cerebral. "Entendemos a síndrome como causadora de uma desordem das funções cerebrais", disse Conceição.

Os exercícios têm alta frequência, intensidade e baixa duração. São feitos durante um a dois minutos dez a doze vezes por dia. "O propósito é ajudar a criança a ter um desenvolvimento normal, como o de qualquer criança. O programa faz com que tenha necessidade de se moviemntar", disse Conceição. O tipo de exercício a ser feito e a forma e a duração depende de cada caso. "A evolução depende da criança, do ambiente e da família", disse. O instituto cobra para desenvolver o programa com a família.

Questionada, Ana Carolina diz que as épocas da escola, que fez inteira em turmas comuns, da faculdade e da pós foram tranquilas. “Nunca percebi preconceito. Tinha um relacionamento legal com meus colegas e professores”, afirmou.

Atualmente, a jovem é independente e mora com os pais porque quer. “Ela ganha mais do que muito pai de família. Está feliz e realizada”, disse Gina.

fonte: http://g1.globo.com/vestibular-e-educacao/noticia/2010/12/estimulos-na-infancia-levam-jovem-com-sindrome-de-down-fazer-pos.html

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Dica Cultural: Musical Filhos do Brasil, com a galera cadeirante da Oficina dos Menestreis

Olá Turminha,

Venho convocar vocês que curtem arte, humor, boa musica, descontração e ainda tudo isso junto com os cadeirantes da Oficina dos Menestreis pra vir assistir o sétimo espetáculo musical da galera cadeirante da Oficina dos Menestréis.

A peça se chama Filhos do Brasil. É de autoria de Oswaldo Montenegro, como Noturno e Vale Encantado, que a galera cadeirante da Oficina já montou, apresentou e também já re-re-re-reapresentou tantas vezes :)

Essa versão do espetáculo Filhos do Brasil conta com um elenco de 20 artistas cadeirantes, DVs e sem deficiências tambem. A peça é um passeio pelos diversos tipos, cores e sons de nossa amada pátria. Tudo costurado com muito humor e com a qualidade que é marca da Oficina dos Menestreis e da direção de Deto Montenegro.

Este espetáculo conta com a participação especial de artistas da Cia Mulungo, que sob direção de Oswaldo Montenegro montou este espetáculo pela primeira vez no Rio de Janeiro antes de ganhar o Brasil. Basta uma busca no You Tube por "filhos do brasil + Mulungo" que você encontra videos de várias cenas desta peça interpretadas pelos atores da Mulungo.

Para mais informações sobre outros trabalhos e nossa curta temporada de Filhos do Brasil aqui em Sampa, acesse:

Servicinho:

Espetáculo Filhos do Brasil, curta temporada no Teatro Dias Gomes

Dias 06, 07, 13 e 14 de dezembro de 2010, 21h00.

Endereço: Rua Domingos de Moraes, 348 (galeria), Vila Mariana, São Paulo, tel: 55757472

Ingressos: na bilheteria a R$50,00 e R$25,00 (meia). Com desconto, com o elenco a R$20,00 sempre.

Vale a pena chegar cedo, pois as cadeiras não são numeradas.

Estacionamento em frente a galeria.

Quer ir de metro? É fácil: O teatro Dias Gomes fica ao lado da estação Ana Rosa do Metro.


Não percam!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Projeto Liberdade Especial

E ae turma,

venho apresentar o trabalho de um grupo que acabei de conhecer.
O Projeto Liberdade Especial tive conhecimento através de um e-mail que recebi de uma aluna, e eles fazem um trabalho sensacional, que acredito e estimulo meus alunos em estarem aplicado as pessoas com deficiência, sair de casa para o lazer, para se divertir.
Para aqueles que não sabem, além da disciplina de Educação Física Adaptada eu leciono a disciplina de Recreação, e nos meus trabalhos aplico e busco alcançar os objetivos do trabalho através de atividades lúdicas, de brincadeiras e jogos, que é justamente o que o Projeto Liberdade Especial faz.
Veja só a missão deles:
"O Projeto Liberdade têm a missão de passear para reabilitar. Preocupados com o bem estar e a oportunidade do deficiente em sair de casa, a equipe clínica e pedagógica do Projeto Liberdade leva as pessoas com deficiência, independente de sua faixa etária e tipo de deficiência para se divertir; e neste contexto diferenciado e lúdico muitos nem percebem que estão realizando sessões de fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, psicopedagogia e outras."
Perceberam a diversidade de profissionais que atuam? Isso é o trabalho multidisciplinar. A soma dessas áreas da saúde e da educação alcançam resultados melhores e favoráveis, unindo as forças num objetivo em comum.

O próximo evento deles é um acampamento de férias que ocorrerá de 22 a 29 de janeiro de 2011 na Cantareira. Mas corra para fazer sua inscrição.

Isso ae, dê um "pulinho" lá no site Projeto Liberdade Especial e conheça um pouco mais sobre esse trabalho.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

PROJETO NATAÇÃO PARA TODOS – CENTRO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA / PR

A prática regular de atividade física, seja esta com o objetivo competitivo ou de lazer, é de fundamental importância para o desenvolvimento da aptidão física voltada à saúde de crianças e adolescentes. Também para aqueles com algum tipo de deficiência, existe grande preocupação atual sobre a necessidade de se oferecer programas direcionados de atividades físicas voltados à manutenção da saúde positiva.

Conceitualmente, os jovens com deficiência seriam aqueles que, por distúrbios congênitos ou adquiridos de ordem sensorial, motora, intelectual ou múltipla, apresentam condições que os levam a algum tipo de limitação permanente. Esta limitação pode levar o jovem a diversos tipos de desvantagens, entretanto estas serão em muitos casos dependentes do contexto social. Assim, pode-se dizer que um jovem com deficiência visual, que possui uma limitação permanente na capacidade da visão, teria a desvantagem de não poder ler. Entretanto, caso sejam proporcionados textos em Braille para este jovem, a leitura poderá se tornar totalmente possível. Dessa forma, percebe-se que a deficiência, embora gere limitações de diferentes magnitudes, não pode ser responsabilizada por todos os atrasos advindos no desenvolvimento posterior.

Infelizmente, poucas são as oportunidades oferecidas para que estes jovens possam se engajar com sucesso em programas de atividades físicas. As barreiras impostas a este acesso vão muito além das arquitetônicas, incluindo também a falta de capacitação de profissionais para lidar com esta população, a falta de materiais apropriados e, principalmente, a falta de informação para os próprios jovens com deficiência e suas famílias.

Embora na maior parte das vezes a deficiência em si não seja um fator determinante para atrasos no desenvolvimento motor, cognitivo e social, certamente a falta de acesso a elementos fundamentais para uma vida saudável, tais como a prática de atividades físicas, pode trazer conseqüências por vezes irreparáveis nestes aspectos. Assim, garantir a formação de profissionais na área da educação física e esporte aptos a trabalhar com toda a diversidade de pessoas é condição básica para a democratização do acesso de jovens com deficiência aos programas de atividades físicas.

Tendo em vista este contexto, o projeto NATAÇÃO PARA TODOS visa, além de levar a oportunidade da prática da natação por jovens com deficiência, oferecer aos graduandos dos cursos de Educação Física e Esporte da Universidade Estadual de Londrina a oportunidade ímpar de conhecerem e desenvolverem programas de exercícios para esta população especial. Por um lado, os graduandos têm condições de levar para sua vida profissional experiências variadas sobre o atendimento a diferentes tipos de deficiência. Por outro, as crianças e adolescentes com deficiência têm oportunidade de vivenciar experiências aquáticas diversas, o que certamente será de grande valia no seu processo de desenvolvimento motor e psicossocial.

A prática da natação para jovens com deficiência, além de promover a inclusão social, pode trazer vários benefícios para os praticantes. As propriedades da água promovem relaxamento, melhora da condição respiratória, redução do tônus muscular, melhora da força e da amplitude de movimento, além do aprimoramento da resistência cardio-respiratória. Além disso, ao conseguir melhorar a coordenação dos movimentos na água e aprender os estilos de nado, o jovem ganha em auto-confiança e auto-estima, pois passa a perceber que pode ter sucesso em se movimentar de forma livre, sem o auxílio de cadeiras de rodas, muletas ou bengalas. É na água que seu corpo ficará livre de próteses e órteses, em geral necessárias para a locomoção terrestre.

No projeto NATAÇÃO PARA TODOS as aulas são conduzidas de forma a oferecer às crianças e adolescentes com deficiência vivências motoras variadas no meio líquido. Após a ambientação e adaptação básica, os jovens aprendem as técnicas básicas dos nados, sempre com ênfase em atividades lúdicas e que estimulem a integração entre os alunos com diferentes condições. Com isto pretende-se, além de promover melhoras na aptidão física voltada à saúde dos jovens, oferecer um ambiente propício para a inclusão social e o incremento da auto-estima. Assim, espera-se reduzir as perdas impostas pelo pouco acesso a programas de atividades físicas e favorecer o desenvolvimento global das crianças e adolescentes participantes.

Pode-se dizer que a simples criação de instrumentos legais não é capaz de garantir o acesso irrestrito de jovens com deficiência à prática de atividades físicas e esportivas. Para tanto, é preciso que se tenham professores capacitados e comprometidos com o desenvolvimento de programas que atendam à diversidade dos indivíduos. Verifica-se, dessa forma, que a inserção de crianças e adolescentes com deficiência em programas de atividades físicas e esportivas demanda obrigatoriamente a quebra de estigmas enraizados em nossa cultura, para que possamos enxergar pessoas, e não apenas muletas ou cadeiras de rodas e, principalmente, para que possamos vislumbrar possibilidades no lugar de incapacidades.

video

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

LINDA SANTA CATARINA - Por Dadá Moreira


Localizada na Região Sul do Brasil, Santa Catarina, com 293 municípios distribuídos em Planícies Costeiras, Serras Litorâneas e o Planalto Ocidental, com altitudes acima de 800 metros. O ponto máximo é o Morro da Igreja, no município de Urubici, na região serrana, com 1.828 metros.

Suas preservadas belezas naturais, com litoral privilegiado, serras e campos que não raras vezes cobrem-se de neve no inverno, águas termais com temperaturas de até 39º C e uma gastronomia tão variada quanto às etnias que formam sua simpática e acolhedora população, de fala cantada, assim é Santa Catarina. A natureza caprichada proporciona grande diversidade de ambientes para a realização de sua aventura, pois sua geografia tem centenas de praias, ilhas, dunas, montanhas, florestas, rios, lagoas e cachoeiras, que possibilitam o ecoturismo o ano todo.

Santa Catarina é um dos lugares onde se vive melhor no Brasil. O índice de Desenvolvimento Humano, segundo a ONU, é de 0,863, considerado elevado para os padrões nacional.

Palestrando no I Seminário Catarinense de Turismo Acessível, em Florianópolis, a 32 km está a bucólica Santo Amaro da Imperatriz, capital Catarinense das Águas Termais – consideradas entre às melhores do mundo devido às suas propriedades relaxantes e terapêuticas. Santo Amaro reúne um conjunto de atrativos naturais muito difíceis de serem encontrados em um só lugar. Verdadeiro santuário ecológico coberto por Mata Atlântica – 63% de seu território é considerado de preservação permanente. São belas paisagens e clima favorável – temperatura média de 19ºC, além de águas em abundância montanhas imponentes da Serra do Tabuleiro, com as águas que a qualifica como a mais importante estância hidromineral da América Latina, descoberta no século XVIII e visitada pela família real, D.Pedro II e a Imperatriz Teresa Cristina, em 1845.

Dos momentos de relaxamento e lazer encontrados na hidromassagem na Casa de banho, nas piscinas naturais do Parque aquático ou no Mirante no morro para vôo livre chega-se a pura adrenalina enfrentando as corredeiras do rio Cubatão. Aventura não falta e a TDA rafting tem sua base adaptada para cadeirantes.

Cerca de 150 km está Urubici, em tupi significa “terra mãe da águas geladas”, dividindo com São Joaquim o título de cidade mais fria do Brasil. A estrada com lindas paisagens é mais um atrativo. Urubici enche os olhos dos amantes da natureza, onde encontramos nascentes de grandes rios.

Na subida para o Morro da Igreja, de onde se pode ver a Pedra Furada, passa-se pelas inscrições rupestres e entrada para a cascata Véu de Noiva e Cachoeira do Avencal. Estar aqui é ficar mais perto do céu e uma gostosa sensação de liberdade.

Seguindo para a praia da Guarda do Embaú, o caminho é a Serra do Rio do Rastro. Com 12 km de extensão é mais um espetacular show da natureza. Apesar da estrada ser toda iluminada, é obrigatório viajar durante o dia para apreciar as belezas do cenário que encanta, cheio de sinuosas curvas que rodeiam os paredoes rochosos. Seu horizonte é pontilhado pelas mais altas montanhas da Região Sul do Brasil.

Localizada dentro de um Parque Estadual, a Guarda tem beleza peculiar. A praia da está localizada no município de Palhoça a 50 Km da capital Florianópolis. Uma charmosa vila de pescadores com um rio que corta a praia. É preciso atravessar de barquinho e não é difícil ver golfinho e baleias.

A natureza caprichou no privilegiado Estado, para ficar perfeita agora o homem deve fazer acessibilidade para que todos tenham a oportunidade de conhecer Santa Catarina.


Propriedades Curativas:

Aparelho digestivo excitante das funções digestivas: colocistiti-atonia gástrica, intestinal e vesical, dispepsia e doenças hepáticas. Banhos massagens, muito movimento e beber bastante água;

Reumatismo: artrite, artrose fibromiosetis, gota, dores reumáticas, tanto nas costas(coluna) como nas demais partes do corpo;

Aparelho Renal e Renovesical: pielite, piolo nefrite, cistites não infecciosas, nefrite crônica e eliminadora das calculoses renal e uretral;

Doenças Metabólicas: produz equilíbrio metabólico em uso hidropônico; aplicável, portanto nas artrites reumatóides, gotas úricas, antioxinas (eliminadora de toxinas);

Sistema Nervoso: calmante pela ação relaxante das tensões neuropsíquicas, melhora a insônia, a tensão nervosa e ansiedade e a depressão;

Tratamento da Pele: Uso balneoterápico no tratamento das dermatoses alérgicas: urticárias, eczema, cabelos fracos e escassos, manchas, psoríase e pitiríase.


TDA Rafting (Falar com Keko)

www.tdarafting.com.br

Fone (48)3245-7279/ Sto. Amaro da Imperatriz


*Dadá Moreira viajou a convite do I Seminário Catarinense de Turismo acessível. realização Girus Soluções em turismo- www.girus.com.br


segunda-feira, 11 de outubro de 2010

SELETIVA DE ATLETISMO PARAOLÍMPICO

Queridos que acompanham o Personal Especial,

Acabo de receber sobre a seletiva de atletismo paraolímpico que ocorrerá no SESC Santo André que é uma GRANDE oportunidade para aqueles jovens atletas que com muita luta e suor estão buscando um espaço e quem sabe uma oportunidade para representar nosso País em Londres 2012 e até mesmo no Brasil 2016. Não perca essa oportunidade e entre em contato rápido com a organização do SESC.

Caros amigos,
gostaria que me ajudassem a divulgar, é que no próximo dia 23 de outubro às 14h, o SESI Santo André, do qual sou o treinador de atletismo, estará realizando a seletiva para formação de sua equipe Paraolímpica para 2011. O objetivo é avaliar futuros potenciais atletas com deficiência física, intelectual ou visual, através de avalições fisico motoras.

O SESI Santo André fica ao lado da estação Prefeito Saladino e próximo a Avenida do Estado, no seguinte endereço:
Pça Dr. Armando Arruda Pereira, 100
Santa Terezinha tel.: 4997-3177 - ramais 160/ 161

e-mail para contato: atletismostoandre@sesisp.org.br


Para participar o atleta deverá levar os documentos pessoais, e roupa apropriada para a prática.
Abraços a todos,
Daniel Biscola - Treinador de atletismo

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Esporte: Agente Poderoso de Inclusão

Este foi o título da palestra realizada dia 05 de outubro de 2010, no Centro Universitário de Barra Mansa (UBM - RJ), na turma de 6º período de Psicologia, proferida por mim.

O objetivo foi expor situações atuais que exploram o esporte como veículo de inclusão, seja ele utilizado para pessoas com deficiência ou para a classe menos favorecida, com o intuito de sensibilizar mostrando a capacidade dessas pessoas e desta forma provocar discussões para um melhor esclarecimento sobre o assunto, buscando ampliar as possibilidades, assim como, despertar nestes futuros profissionais a importância da integralização das profissões e de pessoas esclarecidas que lutam para uma melhor inserção desta população na sociedade, de forma simples e com qualidade.


Quero agradecer a Profª Ms. Gisele Dias pelo convite, aos alunos pela atenção, por toda a nossa discussão que só faz enriquecer e repensar conceitos e pelos brinquedos que doaram a meu pedido para Cia da Alegria, uma organização de amigos sem fins lucrativos, da qual faço parte, cujo nosso único objetivo é fabricar sorrisos em crianças e adultos que por algum motivo estão nos hospitais ou em lugares carentes, seja com nossas palhaçadas, com uma palavra de apoio ou simplesmente com um abraço carinhoso. Podem ter certeza que vocês vão fabricar muitos sorrisos com esse gesto!



Muito obrigada
Profª. Mariana Cruz

terça-feira, 5 de outubro de 2010

IV Encontro do PROEFA

Caros amigos e seguidores do PERSONAL ESPECIAL, estou repassando e ampliando esse convite a vocês para esse evento maravilhoso que o grupo de estudos da Educação Física UNESP Rio Claro estará promeovendo.

Caros colegas e amigos(as) do PROEFA (Programa de Educação Física Adaptada):

Para aqueles que já estagiaram no PROEFA, conhecem (ou desejam conhecer) o trabalho feito na UNESP de Rio Claro com atividade física adaptada integrando alunos com deficiências e alunos de escolas regulares em vários contextos de atividade física inclusiva, venho apresentar este convite:

Venham conhecer e participar do Festival de Atividade Física Adaptada (FAFA) no dia 19 de novembro próximo. Na sua 13a. edição, o FAFA este ano integra o IV Encontro do PROEFA (E-PROEFA). Todas as atividades do FAFA serão organizadas num formato de workshop integrando a teroia com a prática que reúne participantes com deficiências de várias instituições de Rio Claro. Um encontro de apenas um dia com inscrição gratuita reúne vários profissionais que atuam no cenário nacional e internacional liderando estas atividades de capacitação. Finalmente, o FAFA finaliza a manhã oferecendo um lanche aos participantes durante as atividades culturais e de confraternização. O encontro do PROEFA segue no período da tarde com palestras, sessão de pôsteres e filmes. Venham participar.

Visitem os nossos sites para maiores informações.


Espero que curtam!

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Muay Thai Eficiente

Essa matéria foi escrita por um aluno meu da graduação. Ele pratica Muay Thai e esta ansioso para encontrar algum outro lutador com deficiência para um confronto, e foi ai que sugeri que falasse um pouco dele e sobre o esporte que ele pratica. Com vocês José Carlos de Paula Junior, conhecido por Junior.

Meu nome é Junior, tenho 24 anos, luto desde os 18 anos, eu sempre gostei de luta, quando eu fui procurar uma luta para fazer eu queria o Karatê mas não achei perto de casa e fiz uma aula de Muay Thai e nunca mais sai, fiquei deficiente físico aos 2 anos de idade devido a uma pneumonia e deu depois uma parada cardíaca, o meu lado direito ficou sem força e minha voz é um pouco ruim. Eu levo uma vida normal eu trabalho, estudo, sou formado em Recursos Humanos e hoje estou realizando um sonho de fazer a faculdade de Educação Física.

O Muay Thai (Boxe Tailandez) é conhecida mundialmente como A Arte das Oito Armas, pois se caracteriza pelo uso combinado dos dois punhos + dois cotovelos + dois joelhos + dois 'canelas e pés', e associado a uma forte preparação física que a torna uma luta de contato total poderosa e eficiente. É uma luta milenar, hoje em dia é considerada a luta em pé mais eficaz, muitos mestres dizem que um lutador prefeito tem que ter as habilidades do Muay Thai aliada com o Jiu Jitsu.

No Brasil foi adotado o sistema de graduação para diferenciar os iniciantes, dos mais experientes, na Tailândia não existe graduação.

Vou contar um pouco da minha trajetória, comecei aos 18 anos, sou da equipe Gibi Thai, sou juiz da FEPLAM (Federação Paulista de Lutas e Artes Marciais), tenho a graduação vermelha ponta azul, e nunca lutei pra valer se você é deficiente físico como eu, é quer me desafiar estou te esperando.

Curiosidade

A naja (cobra comum na Índia e sudeste asiático) é o réptil que representa o Muay Thai por ser a única entre os répteis a reunir sozinha todos os recursos mitológicos para fazer de um praticante um atleta quase imbatível. Como o bote da naja, os golpes do Muay Thai devem ser velozes e preciso, o golpe de vista deve ser infalível, aliado a um reflexo instintivo para se obter o resultado desejado na luta (a vitória), alguns lutadores tailandeses bebem o sangue da naja antes da luta para encorajá-los, segundo os costumes milenares.

Você que se animou em fazer o Muay Thai, qualquer um pode fazer o único requisito é ter disposição alias muita disposição por que não é brincadeira o treino é pesado, procure uma academia para fazer hoje em dia muitas academias já dão aula de Muay Thai, mas se você não quiser fazer luta pratique uma atividade física que você vai ter mais disposição e vai levar uma vida mais saudável.

Queria agradecer o meu querido Prof. Mateus por dar essa chance de escrever no blog, contando um pouco do Muay Thai para vocês e estou esperando um desafiante se você acha que pode ganhar de mim me desafie.

Obs: o querido Prof. Mateus foi para ganhar 10 nas provas!!!


segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Paraolimpíadas Escolares 2010



Eu fico
Com a pureza da resposta das crianças
É a vida, é bonita e é bonita
Viver, e não ter a vergonha de ser feliz
Cantar e cantar e cantar
A beleza de ser um eterno aprendiz
Ah meu Deus eu sei, eu sei
Que a vida devia ser bem melhor e será
Mas isso não impede que eu repita
É bonita, é bonita e é bonita

Quanta coisa boa eu vi,
Quanta coisa boa eu ouvi,
Percorri e falei com tanta gente bacana, outras nem tanto
mas gente do mesmo jeito
Gente que não podia ver, outras ouvir, outras falar e sequer percorrer o mesmo percurso que eu,
Mas isso não é a diferença
A diferença é que ali éramos todos iguais
Todos apaixonados pelo esporte e do que ele é capaz
Todos arrepiados quando o hino nacional toca e a bandeira, A Nossa Bandeira, começa a subir em nossa frente
E a certeza de que estar ali é um presente e não é em vão

Quero agradecer este presente ao Professor e grande amigo Mateus Nascimento, uma pessoa excepcional que merece todo carinho e respeito não só pelo seu trabalho mas também pela sua generosidade. Agradecer também a galera voluntária da Unip que se dedicaram para fazer um ótimo trabalho e aprender cada vez mais.

De coração obrigada!
Espero revê-los em breve num próximo evento.

Grande beeijo!
Mari

domingo, 12 de setembro de 2010

Campeões coroados nas Paraolimpíadas Escolares

Rio de Janeiro é o grande campeão! São Paulo fica em segundo e Distrito Federal, em terceiro. Natalia Mayara é um dos atletas destaques

Campeões coroados nas Paraolimpíadas Escolares

Foto:Vinicius Loures/CPB

A sexta-feira foi dia de festa nas Paraolimpíadas Escolares. Depois de três dias de competição, os atletas de todo o país puderam enfim soltar o grito de campeão.

Depois de muitas expectativas e festas das 22 delegações brasileiras, foi anunciado, nesta sexta-feira à noite, na festa de encerramento o resultado final. Rio de Janeiro foi o grande campeão do ano, seguido por São Paulo, cidade anfitriã, e Distrito Federal.

Numa bela tarde de sol, os tenistas paraolímpicos deram um show de técnica e alto-rendimento. Numa partida equilibrada, a brasiliense Natalia Mayara venceu o paulista Pedro Rocha, na final da categoria B, no tie-break (6-2/ 1-6 e 10-8).

“O Pedro jogou bem, mas meu principal desafio foi lutar contra o meu psicológico. Caí de rendimento no segundo set, mas decidi dar tudo no último. Deu certo. Estou muito contente”, disse a garota, de 14 anos e atual 4ª do mundo no ranking Junior.

Pedro e Natalia são duas grandes apostas da comissão técnica do tênis. Neste ano, eles já se enfrentaram outras duas vezes, com duas vitórias da brasiliense.

Na final da categoria A, o goiano Pedro Fernandes superou o brasiliense Diego Costa, que vinha surpreendo a todos, por ter apenas duas semanas de treinos. A partida terminou em 8/5 (pró-set) para Fernandes. Na final de duplas, categoria A, a equipe de Brasília, novamente com Natalia Mayara e Ester Duarte venceu a dupla mista, com, novamente, Pedro Rocha e a carioca Rebeca Allemand.

A qualidade técnica apresentada pelos tenistas impressionou o público. Em destaque, o atleta Antenor Zuchetto, de 79 anos, primeiro brasileiro na categoria 75 a 80 anos, decidiu presentear os competidores com medalhas conquistadas ao longo de sua carreira. Ao receberem a surpresa, a comoção dos jovens atletas foi expressiva.

O grande campeão da modalidade foi o Distrito Federal, com 39 pontos. Em segundo lugar, Goiás (28) e logo em seguida Minas Gerais, que anotou 14.

Coordenador técnico da modalidade, Wanderson Cavalcante, gostou do nível apresentado.

“ A surpresa aconteceu no último dia, com jogos muito disputados. Foi muito interessante, é a primeira vez na história que o tênis em cadeira de rodas brasileiro participa de um torneio exclusivo para adolescentes. Descobrimos muitos atletas, que estão com boas técnicas. Isso nos enche de esperanças para 2016”.

Pará se destaca no voleibol sentado
O estado do Pará foi o grande campeão do voleibol sentado das Paraolimpíadas Escolares 2010. Com atuações impecáveis durante a competição, a equipe paraense não perdeu nenhum set sequer e conquistou todos os 12 pontos disputados. A medalha de prata ficou com São Paulo e o Distrito Federal completou o pódio.
A competitividade entre as equipes marcou a disputa no voleibol sentado. Até o segundo dia de competições o Rio de Janeiro estava em segundo lugar, mas uma derrota para o Distrito Federal fez a equipe terminar na quarta colocação. São Paulo e DF terminaram empatados com oito pontos, mas por ter uma média melhor nos pontos average (diferença entre pontos pró e contra), os paulistas ficaram com o vice-campeonato.
Atleta revelação da etapa Norte e Nordeste das Paraolimpíadas Escolares, o paraense Ruan Souza, de 16 anos, foi eleito o melhor jogador da competição nacional. Ruan, que pratica o esporte há um ano e meio, treina quatro horas por dia, durante três vezes na semana.
“Fiquei muito feliz, conseguimos vencer sem perder nenhum set. Essa vitória teve um gosto especial”, disse o garoto.
“A participação do voleibol nas Paraolimpíadas Escolares é um fato histórico, já que este é o primeiro evento do voleibol sentado no mundo para essa faixa etária. O Brasil saiu na frente, e certamente isso irá motivar os estados a praticarem a modalidade”, disse Amauri Ribeiro, medalhista olímpico e presidente da ABVP.

Media Guide Comunicação
Assessoria de Imprensa do Comitê Paraolímpico Brasileiro

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Abertura das Paraolímpiadas Escolares 2010

07 de Setembro, dia da Independência do Brasil, e agora da tão esperada abertura das Paraolimpíadas Escolares 2010 em São Paulo que vai acontecer no Auditório Celso Furtado (Espaço SPturs) no Parque Anhembi, Rua Prof. Milton Rodrigues, s/n, às 17h00.


Nesse grande evento teremos a apresentação da peça de Teatro Noturnos do Oswaldo Montenegro e o show de uma banda de rock, sem contar a apresentação dos futuros representantes nacionais nas próximas Paraolímpiadas de todo nosso Brasil.

E o melhor de tudo.... É gratuito...

Esperamos você e sua familia.


quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Reunião dos Voluntários

Caros Staffs,

Venho confirmar a reunião no dia 06/09/2010 dás 09h00 às 12h00 no COTP (Centro Olímpico). A Entrada será realizada pela Rua Pedro de Toledo 1591. Chegue com pelo menos meia hora de antecedência.

Abordagens:
  • Explicar sobre a importância dos Jogos Paraolímpicos Escolares 2010;
  • As modalidades disputadas
  • As funções e divisão de trabalho
  • Treinamento de abordagens e orientação e mobilidade para melhor atender os atletas e dirigentes.

Lembramos que o sucesso do evento depende do nosso trabalho e compromisso. Esperamos vocês lá.

Esperamos vocês

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Voluntário para Paraolimpíadas Escolares 2010

Até dia 25/08 estão abertas as inscrições para aqueles que desejarem trabalhar como voluntários nas Paraolimpíadas Escolares 2010, que ocorrerá dos dias 06 - 11 de setembro de 2010, na cidade de São Paulo. Teremos a participação de mais de mil jovens participantes do Brasil todo disputando 10 modalidades. As provas estarão concentradas no Clube Espéria e no Centro Olimpíco nos períodos da manhã e da tarde.

Aos interessados em trabalhar como voluntário deixar os seguintes dados nos comentários:

  • Nome completo;
  • Disponibilidade de período;
  • e-mail.
As demais dúvidas podem ser feitas nos comentários também e responderei via e-mail, por isso, não esqueça de adiciona-lo na mensagem.

Acontecerão dois treinamentos antes do evento para aqueles que vierem a trabalhar conosco (DATA À CONFIRMAR).

Aguardamos você!

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

São Paulo lança Paraolimpíadas Escolares de olho em medalhistas para Rio 2016

O maior evento de paradesporto escolar do país, que será realizado em setembro, contará com a participação de 1.500 pessoas de 22 Estados

O Estado de São Paulo realizou nesta terça-feira, 3 de agosto, no Palácio dos Bandeirantes, o evento de lançamento das Paraolimpíadas Escolares - 2010, maior evento do gênero no país. A ocasião, contou com as presenças do governador do Estado de São Paulo, Alberto Goldman e da secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Dra. Linamara Rizzo Battistella, foi assinado o termo de cooperação entre a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Comitê Paraolímpico Brasileiro e Prefeitura de São Paulo.
As Paraolimpíadas Escolares serão realizadas na cidade de São Paulo, no período de 6 a 11 de setembro. Muitos dos atletas e estudantes que irão participar estarão em idade de competir nas Paraolimpíadas de 2016, que será realizada no Rio de Janeiro. A competição é para atletas de 12 a 19 anos.
Está prevista a participação de aproximadamente 1500 pessoas, entre alunos, técnicos e dirigentes de 22 Estados mais o Distrito Federal. O Estado de São Paulo contará com 129 atletas que foram selecionados pelas Secretarias de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, da Educação e do Esporte.
A secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Linamara Rizzo Battistella, afirma que "o esporte e a atividade física são parâmetros de qualidade e de manutenção da saúde para todas as pessoas. E não é diferente para as crianças com deficiência. Buscar alternativas de vida ativa, de lazer e entretenimento é parte importante do processo de aquisição de saúde e significa muito quando se fala em inclusão social".
Neste ano, as competições serão disputadas em dez modalidades, incluindo duas novidades: tênis em cadeira de rodas e voleibol sentado, além de atletismo, futebol para cegos, futebol para paralisados cerebrais, judô, goalball, bocha, tênis de mesa e tênis em cadeiras de rodas.
No ano passado, o evento foi realizado em Brasília e contou com a participação de 860 pessoas de 19 Estados e do Distrito Federal. A delegação paulista, campeã do evento de 2009, participou com 97 atletas em seis modalidades esportivas (atletismo, bocha, futebol 7, judô, natação e tênis de mesa), com alunos de 34 municípios. Em relação às escolas, os participantes foram de 36 escolas estaduais, 7 municipais e 18 particulares.

Fonte: http://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/sis/lenoticia.php?id=657&c=31

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Moda sem preconceito !


Mario Gallo, modelo com perna mecânica, desfila durante a Semana de Moda de Berlim para a marca Starstyling, na Alemanha. O evento apresenta as tendências da primavera/verão 2011.


VISTA ESSA IDÉIA !!!

domingo, 11 de julho de 2010

Novidade no Mercado



Physicus apresenta aparelhos de musculação para cadeirantes.

A linha Apadef é destinada exclusivamente para cadeirantes. A Physicus é a primeira fabricante de aparelhos deste tipo no mundo. “Os aparelhos foram elaborados pensando na necessidade e carência que existe em relação aos cadeirantes”, conta o coordenador de projetos da Physicus, Carlos Firmino.

Os aparelhos da Apadef funcionam sobre uma plataforma na qual o usuário se instala com a cadeira de rodas que é travada com um sistema próprio da estação. Em seguida, o usuário começa a exercitar-se. No movimento, a plataforma onde está apoiada a cadeira irá elevar-se com a cadeira e consequentemente com o usuário, ou seja, o cadeirante durante o exercício utiliza o peso do próprio corpo. “São equipamentos com ótima biomecânica e ergonomia, proporcionando um excelente resultado e oferecendo conforto ao usuário”, afirma Firmino.

A Physicus desenvolveu máquinas de tríceps, de bíceps, puxada alta, supino vertical, remada sentado, abdominal, twist, torre elevação dos braços, jogo de barras, paralelas, maquina giro de punho, roda de ombros, multi rodas de ombros, barra alta giratória e bicicleta de mão.


Fonte: Rede Saci

sábado, 3 de julho de 2010

Passo Importante

Com o objetivo de provover a inclusão no sistema educacional brasileiro, o município de Itatiaia-RJ, juntamente com seus educadores, promoverá no dia 07-07-2010 um encontro interno, buscando "sensibilizar" especialistas quanto a importância de promover e facilitar a participação de deficientes em atividades físicas.

A convite da Professora Rafaela de Almeida, responsável pelo Atendimento Educacional Especializado (AEE), estarei lá realizando a palestra "Educação Física: um agente poderoso de inclusão".


Fico feliz não só pelo convite para participar, mas pela atitude desses educadores.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Jaú: pioneira em sistema para deficientes

Contrato firmado ontem entre a Prefeitura de Jaú e a empresa Geraes, de Belo Horizonte, oficializou a instalação de sistema de sonorização para deficientes visuais nos ônibus circulares do Município. O projeto abrangerá todos os veículos das 26 linhas da cidade e funcionará a partir de meados de agosto deste ano.
“Jaú inaugura um marco na acessibilidade e no respeito aos deficientes visuais. Somos a primeira cidade do Brasil, talvez do mundo, a utilizar este sistema”, garante o prefeito de Jaú, Osvaldo Franceschi Junior (PV).
O Município ainda não possui censo dos habitantes deficientes, mas começou a realizar um cadastro. Foram adquiridos, ao custo de R$ 40.270,00, 50 aparelhos transmissores para serem doados aos usuários e 61 receptores para instalação nos ônibus. Inicialmente serão priorizados os deficientes visuais, mas o projeto também atenderá idosos e analfabetos.
O usuário com deficiência receberá aparelho transmissor, com tamanho próximo ao de um celular, que emitirá sinal ao receptor instalado no ônibus da linha desejada. Assim, o motorista será avisado de que o deficiente está esperando o veículo no ponto. (Da redação) - O Comércio de Jahu

domingo, 13 de junho de 2010

UM OLHAR PARA INCLUSÃO

A diversidade está presente nas nossas vidas a partir do momento do nosso nascimento. Nunca vimos o rosto de nossos pais, mesmo assim a partir do momento que nos sentimos aceitos e amados neste novo mundo pós-uterino ficamos mais aptos para enfrentarmos a nova realidade, um mundo a ser descoberto e construído. Assim nós crescemos descobrindo e convivendo com o novo até que um dia nos deparamos com as rupturas impostas pelo preconceito, que é filho do medo, às vezes com tanto poder em nossas vidas. Ficamos então com uma grande vontade de banir tudo o que é diferente e passamos anos tentando nos restringir a uma zona de conforto imaginária, que na melhor das hipóteses adiará este encontro fantástico com a diversidade, com pessoas diferentes, em lugares diferentes, de uma maneira talvez um pouco diferente daquela para a qual fomos programados.
Inclusão é uma palavra rica, que envolve compreensão, um novo olhar para o outro, e sobre tudo, um novo olhar para nós mesmos, de assimilação interior com o exterior, pois não há na inclusão uma perda de valores éticos , religiosos e culturais, pelo contrário, é um adicional ao legado de nossa vida, uma soma de culturas com total respeito à diversidade, é na verdade quando temos a chance de encararmos nossos valores e nossa moralidade de frente.
Tudo na vida é uma questão de escolha, assim como a aceitação de nós mesmos, e a partir do momento que nos aceitamos como seres humanos, pessoas que vencem, que falham, que acertam, que erram, que também convivem com suas próprias limitações, ficamos mais aptos a aceitar quem aparentemente não são como nós.
A inclusão é a igualdade pela aceitação da diversidade, é o caminho da paz social e o caminho da paz no mundo, por mais difícil que esta idéia nos pareça. É o desenvolvimento de uma nova ordem , e não é na verdade uma idéia radical, mas como já foi mencionado,uma escolha pela vida, e não só uma vida, mas pelas nossas vidas.


Texto: Claudia Grabois
Adaptações: Mariana Cruz

segunda-feira, 24 de maio de 2010

ADAPTSURF

video


Que vídeo!!! Para mais informações acessem o site www.adaptsurf.org.br

Grande Abraço!!!

terça-feira, 18 de maio de 2010

Classificação Visual Esportiva

A classificação Oftalmológica é a formatação escolhida pela Federação Internacional de Esportes para Cegos – IBSA para legitimar ou não a participação de uma pessoa nas competições oficias para cegos e deficientes visuais regidas pela IBSA e por suas filiadas.
Esta classificação só poderá ser feita por médicos oftalmologistas em clínicas ou consultórios especializados.

As classes visuais reconhecidas pela IBSA são as seguintes:

  • B1: De nenhuma percepção luminosa em ambos os olhos até a percepção de luz, mas com incapacidade de reconhecer o formato de uma mão a qualquer distância ou direção.
  • B2: Da capacidade em reconhecer a forma de uma mão até a acuidade visual de 2/60 e/ou campo visual inferior a 5 graus.
  • B3: Da acuidade visual de 2/60 a acuidade visual de 6/60 e/ou campo visual de mais de 5 graus e menos de 20 graus.

Todas as classificações deverão considerar ambos os olhos, com melhor correção (isto é, todos os atletas que usarem lente de contato ou lentes corretivas deverão usá-las para classificação, mesmo que pretendam usá-las ou não para competir).

Para um atleta se filiar à CBDC, ele deverá inicialmente passar por uma avaliação oftalmológica em sua cidade de origem, onde o médico oftalmologista deverá preencher uma ficha específica, atestando os dados contidos nela. Para obter a Ficha de Classificação Oftalmológica, clique aqui.

Essa avaliação inicial será avaliada pelo diretor médico da CBDC, o qual, em caso de não dúvida, determinará em qual classe o atleta poderá iniciar a competir pela CBDC em caráter provisório, até que esse em uma das competições realizadas pela CBDC passe por uma reavaliação, neste momento feita pelo médico da CBDC. Caso haja dúvida na classe do atleta segundo o laudo de seu médico esse deverá passar por uma nova avaliação com o médico da CBDC antes de iniciar a competir pelo calendário oficial.
Os atletas que não obtiverem classificação permanente poderão passar por avaliações periódicas durante as competições da CBDC.

Se o atleta for convocado para participar de uma competição internacional este poderá ser submetido a novos exames mais detalhados para que possamos apresentar todos os dados exigidos para os avaliadores internacionais. Caso o atleta seja re-classificado internacionalmente, essa nova classificação passará imediatamente a ser considerada pela CBDC em nossas competições.

fonte:http://www.cbdc.org.br/novo_site/index.php?idmenu=26&codtipoconteudo=4

sexta-feira, 14 de maio de 2010

SIMPÓSIO SESC DE ATIVIDADES FÍSICAS ADAPTADAS 2010

O Simpósio SESC de Atividades Físicas Adaptadas tem por finalidade divulgar o conhecimento produzido por cientistas e profissionais da área de Educação Física Adaptada e afins, promovendo a inserção de pessoas com deficiências ou necessidades especiais, de qualquer idade e classe social na prática de atividades físicas e/ou esportivas, explorando as muitas possibilidades de trabalho corporal existentes para este público, por vezes desconhecidas da população.

Pretende também informar e inserir a comunidade nos debates, buscando assim conscientizá-la da necessidade de evitarmos preconceitos e discriminação em relação às nossas diferenças, considerando a importância de se valorizar uma visão holística dos seres humanos.

Baseado nestes princípios será realizada a 13ª edição do Simpósio SESC de Atividades Físicas Adaptadas, em cuja programação constam conferências, cursos, vivências (práticas), relatos de experiências, sessão de pôsteres, atividades culturais (exposição, lançamento de livros e espetáculos) e esportiva. Evento de projeção nacional e único na instituição, conta também com a participação de profissionais de outros países, que em 2010, virão de Portugal.

O público alvo são professores e alunos de Educação Física, Fisioterapia, Psicologia, Educação Física Adaptada, Educação Especial, Terapia Ocupacional, Pedagogia e interessados em geral.


segunda-feira, 10 de maio de 2010

Resultados da Copa Brasil de Ciclismo Paraolímpico 2010

RESULTADOS PROVA DE CONTRA RELÓGIO 01/05/2010

Handcicle - 3 voltas x 1.700m = 5100m
226FERNANDO ARANHAHC09'581º Lugar
232ELIZIÁRIO DOS SANTOSHC10'162º Lugar
222CARLOS EDUARDO NOBRE DA CAMARAHC10'183º Lugar
230RONILSON BISPO DOS SANTOSHC10'374º Lugar
223CLAUDIO AMARALHC10'535º Lugar
229RAFAEL RODRIGUESHC13'156º Lugar
221ANTONIO RODRIGUES MACIELHC13'407º Lugar
228MARIO AYRES DINIZ DE OLIVEIRAHC15'138º Lugar
231RONY EDERSON DE VASCONCELOSHC16'069º Lugar
224CLAUDIO PORTILHO MAGALHÃESHC17'1910º Lugar
225EVANDRO BONACCHIHC21'0411º Lugar
227JOSIMAR SENA DA SILVAHC15'3812º Lugar
O atleta Josimar sena classificará somente no paulista pois a tomada de tempo do mesmo foi feita fora do horario determinado.
PC1 - 3 voltas x 1.700m
251MICHEL LEONARDO SILVA PERESPC107'371º Lugar
252MARCUS BASSOTTIPC108'502º Lugar
LC3 - 4 voltas x 1.700m = 6800m
250WELINGTON ANTONIO CAVALCANTELC310'291º Lugar
248FLAVIANO EUDÓXIO DE CARVALHOLC310'452º Lugar
249LUIZ ALVES DE SOUZALC311'183º Lugar
247ALEXANDRE MARTINS DA SILVALC314'054º Lugar
256MARCOS ROBERTO RIBEIROLC316'265º Lugar
LC2 - 4 voltas x 1.700m = 6800m
244JEFFERSON RICARDO SPIMPOLOLC210'401º Lugar
243ELISEU PEREIRALC210'532º Lugar
245JUAREZ RUFINO DO REGOLC211'103º Lugar
242CLAUDIO APARECIDO DOS SANTOSLC211'194º Lugar
257FABIO SCIARRA LUCATO LC211'555º Lugar
246LUIS CARLOS OGANDOLC212'156º Lugar
LC1 - 5 voltas x 1.700m = 8500m
241SOELITO GOHRLC111'211º Lugar
238LAURO CESAR MOURO CHAMANLC111'242º Lugar
237JOÃO SCHWINDTLC111'303º Lugar
233ANDRÉ LUIS NOVAES CÂNDIDOLC111'354º lugar
236ISMAEL CRONTHAL ROCHALC112'085º lugar
239ROBERTO CARLOS SILVALC112'396º lugar
234EDUARDO FRANCO SANCHESLC113'327º lugar
240TIAGO EMANUEL DOS SANTOSLC115'098º lugar
235GUILHERME AUGUSTO DE SOUZALC115'229º lugar
TANDEM - 6 voltas x 1.700m = 10200
255MARLEIDE MARIA DA SILVATANDEM17'221º Lugar
254ANA MÁRCIA DE OLIVEIRA LIMATANDEM23'222º Lugar
253AERICA DA SILVA MENEZESTANDEM23'383º Lugar

RESULTADOS PROVA DE RESISTÊNCIA 02/05/2010


CATEGORIA: FRALDINHA FEMININO

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

JÚLIA BEATRIZ DA SILVA

SUZANO

CATEGORIA: FRALDINHA MASCULINO

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

GUSTAVO TUAN SALES LEITE

CLUBE DE CICLISMO DE CAÇAPAVA

VITOR RIBEIRO MANZO

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

NICOLA AMORESANO

GUARULHOS

CATEGORIA: APAE FEMININO

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

TAYNA CRISTINA DO NASCIMENTO

CARAGUATATUBA - APAE

CATEGORIA: APAE MASCULINO

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

DEMÉTRIO SANTOS RODRIGUES

CARAGUATATUBA - APAE

VINÍCIUS JOSÉ MARIA

CARAGUATATUBA - APAE

RICARDO BRIANI

CARAGUATATUBA - APAE

ROMERSON ANTÔNIO OLIVEIRA

CARAGUATATUBA - APAE

CATEGORIA: INFANTIL FEMININO

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

BEATRIZ DE FÁTIMA A . BORGA

CLUBE DE CICLISMO DE CAÇAPAVA

CATEGORIA: INFANTIL MASCULINO

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

IGOR TEODORO MOLINA

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

MARCOS ROBERTO L. VELOSO

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

GUSTAVO RODOLFO SILVA

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

FELIPE JONES DA SILVA

SUZANO

CATEGORIA: MIRIM MASCULINO

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

DAVI RIBEIRO MANZO

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

MURILO DE ABREU BORGA

CLUBE DE CICLISMO DE CAÇAPAVA

CATEGORIA: TANDEM FEMININO

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

MARLEIDE MARIA DA SILVA

AERICA DA SILVA MENEZES

ANA MÁRCIA DE OLIVEIRA LIMA

CATEGORIA: HANDBIKE

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

FERNANDO ARANHA

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

ELIZIÁRIO DOS SANTOS

CARLOS EDUARDO NOBRE DA CAMARA

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

RONILSON BISPO DOS SANTOS

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

CLAUDIO AMARAL

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

ANTONIO RODRIGUES MACIEL

RAFAEL RODRIGUES

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

MARIO AYRES DINIZ DE OLIVEIRA

RONY EDERSON DE VASCONCELOS

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

10º

JOSIMAR SENA DA SILVA

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

CATEGORIA: PC

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

MICHEL LEONARDO SILVA PERES

MARCUS BASSOTI

MARCEL CERESER

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

CATEGORIA: LC1

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

JOÃO SCHWINDT

SOELITO GOHR

LAURO CESAR MOURO CHAMAN

ANDRÉ LUIS NOVAES CÂNDIDO

ISMAEL CRONTHAL ROCHA

GUILHERME AUGUSTO DE SOUZA

ROBERTO CARLOS SILVA

EDUARDO FRANCO SANCHES

TIAGO EMANUEL DOS SANTOS

CATEGORIA: LC2

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

JEFFERSON RICARDO SPIMPOLO

CLAUDIO APARECIDO DOS SANTOS

ELISEU PEREIRA

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

JUAREZ RUFINO DO REGO

FABIO SCIARRA LUCATO

LUIS CARLOS OGANDO

CATEGORIA: LC3

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

WELLINGTON ANTONIO CAVALCANTE

FLAVIANO EUDÓXIO DE CARVALHO

LUIZ ALVES DE SOUZA

ALEXANDRE MARTINS DA SILVA

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

MARCOS ROBERTO RIBEIRO

CATEGORIA: INFANTO-JUVENIL FEMININO

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

MARINA BEGE MOLINA

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

CATEGORIA: MASTER C

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

LIBERATO GERALDI

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

JOSÉ GONZALES GARCIA

CLUBE DE CICLISMO DE CAÇAPAVA

JOÃO BATISTA RIBEIRO

APARECIDA

CATEGORIA: MASTER B

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

GIOVANI COLAFIGLI

TREMEMBÉ

WILLIANS TAVARES PORTUGAL

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

RENATO MARTINS FRANCO

TREMEMBÉ

PEDRO LUCINDO DA SILVA

TREMEMBÉ

MAURO RANGEL DO NASCIMENTO

E. C. LORENA

JOSÉ IRINEU GOUVEA

CLUBE DE CICLISMO DE APARECIDA

EDIL MENDES

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

CATEGORIA: MASTER A

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

CARLOS ALBERTO SANT´ANNA

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

RICARDO CORREA DE MESQUITA

AVULSO – JACAREÍ

ANTÔNIO SALVADOR

LORENA

PAULO RHODEN

CLUBE DE CICLISMO DE CAÇAPAVA

ANTÔNIO CARLOS DE MORAIS

APARECIDA

FRANCISCO L. RIBEIRO

LORENA

LUIZ CARLOS DO PRADO

LORENA

CATEGORIA: FEMININO ELITE

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

CLEONICE MARIA F. SANTOS

J. BIKE – SÃO SEBASTIÃO

FABIANA MARCELI REIS

EQUIPE LORENA – CRUZEIRO

TELMA BATISTA

CSM PRON

DENISE SÁ FREIRE

CLUBE DE CICLISMO DE APARECIDA

CATEGORIA: INFANTO-JUVENIL MASCULINO

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

VITOR FISCHER DE OLIVEIRA

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

CATEGORIA: SÊNIOR B

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

RICARDO VENTURELI

CLUBE DE CICLISMO DE CAÇAPAVA

GILSON FRANCISCO DA SILVA

SÃO SEBASTIÃO – J. BIKE

JEFFERSON ESQUERRO

SÃO SEBASTIÃO – J. BIKE

JOSÉ JOAQUIM DA S. NETO

SÃO SEBASTIÃO – J. BIKE

LUIZ FERNANDO SECCO

SECCO CONSULTORIA

VALDERIL JOSÉ REIS

SONCKSEN – UBATUBA

LUIS CARLOS B. DE OLIVEIRA

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

SÉRGIO KAZUNI MINATO

SÃO SEBASTIÃO – J. BIKE

CATEGORIA: ESTREANTES

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

ELIAS BRUNO SILVA

SONCKSEN – UBATUBA

EDUARDO SANTOS PAULINO

AVULSO - CARAGUÁ

CATEGORIA: JUVENIL MASCULINO

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

NIKOLAS UZAN

CLUBE DE CICLISMO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

CATEGORIA: OPEN

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

RICARDO LORENTE CAMARGO

SÃO SEBASTIÃO – J. BIKE

LAURO C. M. CHAMAN

SÃO CARLOS

EDSON FERREIRA LEITE

C.C. CAÇAPAVA

RONIERI RODRIGUES SANTOS

SONCKSEN – UBATUBA

EXPEDITO AUGUSTO JÚNIOR

C.C. CAÇAPAVA

ALEXANDRE LIMA DE SOUSA

SÃO SEBASTIÃO – J. BIKE

CATEGORIA: SENIOR A

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

MÁRCIO ALEXANDRE COSTA

100 BOLETO – SÃO PAULO

LUCIANO MARCOS S. ARANTES

AVULSO – CARAGUÁ

RIVELINO B. DA COSTA

LATECOERE – JACAREÍ

GERSON DE ABREU

SONCKSEN – UBATUBA

JAIR OLIVEIRA ABREU

SONCKSEN – UBATUBA

RICARDO MACHADO SIMÕES

SMEL MOGI

ANGELO ARANTES

LATECOERE – JACAREÍ

PLÍNIO CÉSAR MACEDO

AVULSO - JACAREÍ

CATEGORIA: MTB FEMININO

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

BRUNA RAFAELA DE MOURA

SECER – J. BIKE – PREF. CARAGUÁTATUBA

MAIRA APARECIDO VENTURA

CARAGUATATUBA

ROSANA AP . S. SILVA

SECER – J. BIKE – PREF. CARAGUÁTATUBA

ELIZANGELA TEODORO CRUZ

CARAGUATATUBA

CATEGORIA: MTB ELITE

Pos.

Nome:

Equipe/Patrocínio

MARCO ANTÔNIO GALDINO

CARAGUATATUBA

PASCOAL MARTINEZ FILHO

CARAGUATATUBA

ANTÔNIO LUIS MENDES SILVA

CARAGUATATUBA

JEFERSON LUIZ DA SILVA

SECER – J. BIKE – PREF. CARAGUÁTATUBA

JOÃO BATISTA DA C. JÚNIOR

CARAGUATATUBA

Fonte: http://www.clubedeciclismosjc.com.br/